sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Resoluções de ano novo

2010 começou sem muita coisa nova, pelo menos não pra mim. Tirando o fato de o mundo parecer que se esqueceu que o fim eh soh em 2012 e estar entrando em colapso já no início desse ano, pouca ou nenhuma coisa aconteceu de novo. Entre as coisas que não mudaram está minha inabilidade ou incapacidade de escrever algo interessante ou inteligente nesse blog, pelo menos não em 15 dias, e isso me fez pensar em todas as resoluções e promessas de ano novo que eu já fiz, não só as as de 2010, mas dos outros anos também.

Esse ano eu me propus a postar mais aqui no blog (cá estou eu fazendo um post 30 minutos depois da minha dead line), me propus a voltar a praticar exercícios regularmente, me propus a estudar e ler mais, dentre outras coisas. Repassando essa lista e comparando-a com as de anos anteriores eu vejo que elas são iguais ou muito similares, ou seja, eu nunca cumpri satisfatoriamente minhas promessas de início de ano, mas quais seriam as causas?

Uma grande amiga minha responderia que promessas de fim/início de ano são fadadas ao fracasso e eu acho que ela está certa, porque o que nos motiva a fazer essas promessas é aquela esperança de que no ano vindouro as coisas sejam diferentes, que tudo mude e que as coisas aconteçam de forma diferente do ano anterior. Aí chega o ano novo, as coisas não mudam e junto com o ano passado vai embora também a ilusão da novidade; percebemos que no fim das contas o ano só mudou pq alguém decidiu contar 365 dias e falar que depois disso voltaríamos ao 1 em vez de continuar contando. É assim que morrem as promessas de ano novo, junto com o ano velho, junto com a ilusão da novidade.

Não por isso temos que aceitar que nada muda e ficarmos parados, afinal eu estou aqui, atrasado mas estou escrevendo! Isso porque eu sei que não é o ano novo que vai mudar as coisas e fazer eu voltar a nadar, correr, voltar a estudar e a ler. Não, essas são coisas que só eu posso fazer. Então vou fazendo - em baby steps pra não me atrapalhar na caminhada- as coisas a que me propus e pra isso conto com vcs também! Cobrem de mim, e cobrem de si mesmos um 2010 diferente!

Um feliz ano NOVO para todos! De novo!

4 comentários:

Poeta Idealista disse...

Discordo totalmente dessa sua amiga, pois eu mesma cumpri três das minhas 7 metas no ano passado, inclusive a numero 1 que era passar no vest. Saber que a missão foi cumprida só te deixa mais feliz e contente consigo mesmo, não significa uma obrigação fadada ao fracasso. E o ser humano precisa desse rito de passagem como forma de esperança, para poder dizer que ano que vem vai ser diferente, que será o ano. Pra mim, a vida anda em círculos, uma escada em forma de espiral para dizer a verdade, mas basta um pouquinho de força de vontade para subir esses degraus.
Quando eu me proponho a algo faço tudo para cumprir e isso já me deixa feliz.

John, O Lobo disse...

O que faz um ano novo de verdade é sua própria vontade de mudar, a diferença entre o dia 31 de dezembro e o dia 1º de janeiro só existe mesmo como construção de cada um =D

Comentador Fiel disse...

Discordo fortemente do seu método de contagem dos 15 dias =P

enfim, resoluções de ano novo pra mim tem a única função de auto-cobrança.

Maria disse...

andei lendo alguns posts, só passei pra parabenizar!
:*